Fundo

domingo, 27 de março de 2011

Tristeza permitida!

"Se eu disser pra você que hoje acordei triste, que foi difícil sair da cama, mesmo sabendo que o Sol estava se exibindo lá fora e o céu convidava para a farra de viver.

Mesmo sabendo que havia muitas providências a tomar, acordei triste e tive preguiça de cumprir os rituais que faço sem nem prestar atenção no que estou sentindo, como tomar banho, colocar uma roupa, ir pro computador, sair pra compras e reuniões – se eu disser que foi assim, o que você me diz?

Se eu lhe disser que hoje não foi um dia como os outros, que não encontrei energia nem pra sentir culpa pela minha letargia, que hoje levantei devagar e tarde e que não tive vontade de nada, você vai reagir como?

 
Você vai dizer “te anima” e me recomendar um antidepressivo, ou vai dizer que tem gente vivendo coisas muito mais graves do que eu (mesmo desconhecendo a razão da minha tristeza), vai dizer pra eu colocar uma roupa leve, ouvir uma música revigorante e voltar a ser aquela que sempre fui, velha de guerra.

Você vai fazer isso porque gosta de mim, mas também porque é mais um que não tolera a tristeza: nem a minha, nem a sua, nem a de ninguém. Tristeza é considerada uma anomalia do humor, uma doença contagiosa, que é melhor eliminar desde o primeiro sintoma. Não sorriu hoje? Medicamento. Sentiu uma vontade de chorar à toa? Gravíssimo, telefone já para o seu psiquiatra.

A verdade é que eu não acordei triste hoje, nem mesmo com uma suave melancolia, está tudo normal. Mas quando fico triste, também está tudo normal. Porque ficar triste é comum, é um sentimento tão legítimo quanto a alegria, é um registro de nossa sensibilidade, que ora gargalha em grupo, ora busca o silêncio e a solidão. Estar triste não é estar deprimido.

Depressão é coisa muito séria, contínua e complexa. Estar triste é estar atento a si próprio, é estar desapontado com alguém, com vários ou consigo mesmo, é estar um pouco cansado de certas repetições, é descobrir-se frágil num dia qualquer, sem uma razão aparente – as razões têm essa mania de serem discretas.

“Eu não sei o que meu corpo abriga/ nestas noites quentes de verão/ e não me importa que mil raios partam/ qualquer sentido vago da razão/ eu ando tão down...” Lembra da música? Cazuza ainda dizia, lá no meio dos versos, que pega mal sofrer. Pois é, pega mal. Melhor sair pra balada, melhor forçar um sorriso, melhor dizer que está tudo bem, melhor desamarrar a cara. “Não quero te ver triste assim”, sussurrava Roberto Carlos em meio a outra música. Todos cantam a tristeza, mas poucos a enfrentam de fato. Os esforços não são para compreendê-la, e sim para disfarçá-la, sufocá-la, ela que, humilde, só quer usufruir do seu direito de existir, de assegurar seu espaço nesta sociedade que exalta apenas o oba-oba e a verborragia, e que desconfia de quem está calado demais. Claro que é melhor ser alegre que ser triste (agora é Vinícius), mas melhor mesmo é ninguém privar você de sentir o que for. Em tempo: na maioria das vezes, é a gente mesmo que não se permite estar alguns degraus abaixo da euforia.

Tem dias que não estamos pra samba, pra rock, pra hip-hop, e nem pra isso devemos buscar pílulas mágicas para camuflar nossa introspecção, nem aceitar convites para festas em que nada temos para brindar. Que nos deixem quietos, que quietude é armazenamento de força e sabedoria, daqui a pouco a gente volta, a gente sempre volta, anunciando o fim de mais uma dor – até que venha a próxima, normais que somos."

Gentem, hj eu estou assim, digo, ontem eu estava assim! Aliás, faz algum tempo... estou assim!

Esse texto não é meu, é da Martha Medeiros. Tomei a liberdade de retirá-lo integralmente de um post da Ana Paula, dona do Blog Tout L'amour. Uma seguidora encantadora e q espero não ficar chateada comigo.

É isso gentem, aproveitem o dia. Sorriam sempre, mas se estiver triste... chore! Mostre ao mundo q vc, naquele momento, não consegue sorrir, por mais q queira.

Qto a cura.... pd até demoar, mas o tempo sempre cura!!! ;)

11 comentários:

Ana Paula Gervason disse...

Oi Anna Rachel...

Esse texto é realmente lindo, né?! Tem tudo haver com os nossos verdadeiros sentimentos...mas o tempo cura tudooo!!! Amanhã o sol volta a ter o mesmo brilho! Fique bem!

Bjss e um ótimo domingo!!!

http://toutlamour.blogspot.com/

Jéh Reolon disse...

Como dizia minha avó... Permita-se ser triste quando a tristeza bater, só assim ela vai embora mais rápidinho!!
Hehehe..
ótimo domingo pra ti com muitas alegrias, e nada de tristezas!!
Beijoss

Zi disse...

Ei Anna! já conhecia esse texto... e a vida é assim: temos os dias de tristeza e a maioria das vezes é de muita alegria! leve isso com vc! bjs Zí
www.casadazi.blogspot.com

Mônica Gervason disse...

Oi
Gostei muito do deu blog!
Espero voltar sempre1
Parabéns!
Estetexto é muito lindo!
Bjs
Mônica Gervason

jeito simples disse...

Aninha...
Você é mesmo uma pessoa especial.
Declarar publicamente a tristeza é par poucos. Parabéns por vc ser assim, esta pessoa inteira, com cara, dente e nariz na frente. E como vc mesma disse, o tempo cura tudo. Mesmo sendo o astro Rei que nos dá vida, o sol tbm tem seus dias de recolhimento. faz parte.
Te amo!
Bjos

Flávia Mergulhão disse...

Lindo texto!
Hoje eu sorri muito e quero transmitir esta alegria para vc!
Bjocas

Luiz Malvino disse...

A vida tem dessas coisas: paciência, impaciência, amor, ódio, alegria, tristeza... E os antônimos não se combinam. Somos humanos e só aceitamos para nós o que vier de bom grado.
A beleza, a alegria, o bem querer, o afeto, o amor, a alegria de viver. E a esperança de bons dias ensolarados para nos clarear a mente e nos abastecer de luz Divina.

Beijos no seu coração e muita luz pra ti !!!!

Ana Maria ( Jeito de Casa ) disse...

oi Anninha

A gente quer estar bem sempre, mas tem dias mesmo que tem algo doendo...ou algo que a gente não sabe identificar...
ainda bem que tem um dia na frente do outro e os sentimentos vão mudando, nosso estado também.
Lindo texto, com certeza sua amiga vai adorar vc ter publicado.
obrigada pelo carinho de sempre amiga

bju bju bju

Ana Maria ( Jeito de Casa ) disse...

ah, não esquece de tirar o sorteio das pimentas, obrigada por divulgar!!!!
bjus

Mona Gouvea disse...

Achei tudo muito lindo por aqui, parabens,abraço.

Solange Fernandes disse...

É Anna, nada como um dia depois do outro, e uma noite no meio...para o sol voltar a brilhar.
0brigada pelo recadinho no blog, e com certeza vou aparecer novamente. Bjs